sexta-feira, 20 de março de 2009

Dia do Pai

Dia do pai de 2009, serviu para mostrar ao mundo que a justiça existe e que há sempre algo mais que os nossos olhos não conseguem alcançar...
Josef Fritzl, o monstro, acusado de uma infinidade de crimes...que não consigo sequer citá-los aqui...apanhou prisão perpétua e... aceitou a sentença...
Fez-se justiça ao mundo...?
Fez-se o que se podia...mas espero realmente que nunca mais de lá consiga sair...porque não creio que alguma vez se consiga fazer justiça a quem tanto sofreu...



2 comentários:

RLopes disse...

o conceito de justiça é muito subjectivo. Será justo que alguém se torne monstro para punir outro monstro? E que alguém mais tarde se torne também monstro para punir aquele segundo monstro que surgiu para punir o primeiro?

É um círculo vicioso, e até que ponto será justo mantê-lo?

Crazy disse...

Estimado colega, realmente tem razão ao dizer que o conceito de justiça é muito subjectivo...neste caso a sentença foi de prisão perpétua numa " prisão, diga-se hospital psiquiátrico"e que poderá sair daqui a 15 anos...alguns países atribuiriam certamente a pena de morte, bem como outros tantos um castigo, tal como a castração ou a amputação de algum membro...em Portugal a pena máxima seria 25 anos...o que acha justo colega?
Coloque-se na parte da vitima...neste caso se fosse portuguesa...o que seria para si justiça por um crime destes?
25 anos chegavam?
Prisão perpétua chega para sarar as feridas de quem sofreu mais de 24 anos?
É realmente muito subjectivo...